leitura

Seu Nelson Motta deu a nota que hoje o som é rock and roll!

Por 26 de julho de 2017 Nenhum comentário

Terça feira, 25/07, os belo horizontinos amantes da música brasileira e mais antenados aos movimentos culturais da cidade tiveram a oportunidade única e gratuita de participar de um bate papo com o mestre Nelson Motta. O encontro aconteceu no Guaja, o querido co-working que sedia a Volver.

Jornalista, compositor e amigo de todos os nossos heróis músicos brasucas, Nelson expôs alguns recortes de sua trajetória de vida ao lado dessas figuras que eternamente serão parte chave na história do nosso país.

Contou como foi privilegiado por ter crescido junto com Toquinho, Edu Lobo, Tom Jobim, Dorival Caymmi e tantos outros.. e que perto de tanta gente boa ao violão lhe restava somente escrever. Depois de algumas investidas ao instrumento “teve maturidade” e percebeu que não daria pé pra ele e logo investiu nas letras, escassas à época. Graças à sua habilidade com a escrita, permaneceu na turma por toda a vida, tanto contribuindo nas composições quanto registrando momentos históricos para jornais, revistas e livros.

A ocasião foi promovida para o lançamento de seu mais recente livro “101 Canções que Tocaram o Brasil”. Revelou a dificuldade em fazer uma lista com tão poucas músicas comparado à vasta e rica enciclopédia musical brasileira.

Lá eu tive o privilégio de interagir com essa figura tão admirada. Ouça à seguir um trecho do papo:

Aqui vão duas dicas de ouro:

– ouça o audiobook “Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia”, narrado pelo próprio autor. Se o livro é bom, o audibook é insuperável. Vai por mim.. foi uma experiência marcante e meu primeiro contato com essa tecnologia, ainda nova em 2010, quando escutei. É relato hilário

– leia ” Noites tropicais: solos, improvisos e memórias musicais “. Essa sim uma verdadeira aula dada por quem viveu ativamente várias transições, desde o inicinho da bossa nova, passando pela era dos festivais, a tropicália, a jovem guarda e tantos movimentos que ajudaram a enriquecer nossa história. Uma pérola!

O mais recente também é muito bom, tem comentários dele para cada música selecionada e segue ordem cronológica. É mais um livro registro e consultas. Nem tanto para ler continuamente.

Obrigado Guaja, Academia de Ideias, Nelson Motta e Henrique Portugal (mediador) pela noite de ontem.

Já entrou pra história.

f.nunes